Quando as pessoas pararem de ler, e depois voltarem

Segundo John Lukacs (peça-me o PDF, quem se interessar),

more people in Europe spoke and read Latin in 1500 than in 1000 A.D.—a fact unknown
to those who think that Latin has been a “dead” language for ages.

Isso, por si só, já é interessante. Mais ainda, porém, é a implicação que ele tira do fato:

So it is conceivable that after a long disappearance of book printing and book reading, hundreds of years from now more people may actually print and buy and read books—Shakespeare’s sonnets or Balzac’s novels, for example—than do now.

Parece bobo o raciocínio, mas é uma baita porrada em nossa mentalidade baseada no progresso linear. Pare para pensar, e veja se você é capaz de dizer a si mesmo que não pensa sobre muitas coisas dessa forma: como algo que, ou sempre existirá, ou, se deixar de existir, nunca mais voltará a existir… Pois bem, estudemos um pouco de história, para tirar isso da cabeça!

~ by Evandro Ferreira on February 28, 2008.

3 Responses to “Quando as pessoas pararem de ler, e depois voltarem”

  1. Sim, quero o pdf!
    AQ.

  2. Olá Evndro,
    Long time, no see!
    Eu me errependí de ter vendido minha coleção de LPs de vinil e doado minha vitrola! O som mp3 é muito inferior a esse som nosso de antigamente.

  3. Você tem razão Stella. O som de uma vitrola é muito superior. Eu mantenho a minha até hoje e não me desfiz de nenhum LP. O único senão é a dificuldade para encontrar agulhas. Só importando.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: