Brasil surreal

A situação é a seguinte. Dois chimpanzés escutam música sertaneja em frente ao meu prédio (em volume… bem, vocês podem fazer idéia da altura do volume), enquanto tomam cerveja e brincam com um laptop.

Minha mulher liga para o porteiro, mas este não tem coragem de ir dizer que os moradores estão reclamando. Ah, e ainda dá desculpas, como: “Não vai adiantar reclamar”.

Então resolvo ligar para a polícia. Eles atendem rápido, mas logo descubro por quê. O diálogo:

– Emergência, boa noite. [Não deviam dar boa noite num serviço de emergência, mas deixa pra lá]

– Boa noite. Eu gostaria de saber se problema de carro com som alto é com vocês.

– Sim, senhor.

– É que tem um carro aqui em frente ao meu prédio…

– O procedimento é o seguinte, senhor. Nós mandamos uma viatura, e os policiais vão procurar o senhor e os infratores. Vão todos juntos para a delegacia. Os infratores vão imediatamente presos e o senhor presta queixa.

– Mas isso ia acabar com a minha noite. Então é por isso que ninguém reclama…

– É.

——

Só agora percebo que o título deste post é uma redundância.

~ by Evandro Ferreira on December 29, 2006.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: