109476582304197333

A ausência total de manifestação por parte do Agonías aqui neste sítio me deixou em uma situação delicada. Agora tenho de me rebaixar ao ponto de insistir em que ele existe. Eu juro que ele existe! Recentemente, o mesmo me disse estar contente com sua situação. Disse-me que se transformou em uma figura “que paira” sobre o blog, uma espécie de “presença ausente” (como adorariam dizer os semióticos, algozes também a muito ausentes deste local – que Deus os tenha).

Enfim, espero que os leitores apreciem esta onipresença manifesta pela ausência (ui ui!). Conheço quem diria que isso é Deus. Não chego a tanto, embora não deixe de enxergar um certo caráter metafísico nessa história toda.

Acrescento ainda mais uma observação. O Agonías faz muito mais jus ao nome deste blog do que eu. Durante todo este tempo em que estivemos no ar, ele não deixou de agonizar lá em Brasília (aquela terra de ninguém, ou de todos, bichos coletivos, filhos do Deus-Estado, habitantes replicantes da macaca-seca-do-centro-oeste) por um só minuto. Deus o abençoe por seu sofrimento, que um dia o salvará. Ou não.

– Agonias seja louvado!

Ele está no meio de nós.

~ by Evandro Ferreira on September 9, 2004.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: