107731264446995396

Por hora não estou mais conseguindo falar de coisas mundanas (atendem também pelo nome de “coisas sérias”). Sinto dizer, lamento informar, I regret to say it, mas não consigo mais. Isto é temporário, quero crer ou não. Apenas temporariamente estou incapacitado de olhar para metalúrgicos verborrágicos e ex-guerrilheiros pseudo-tudo-que-pareça-bom e sentir vontade de dizer alguma coisa além disso.

Então, não me levem a mal se eu postar mais do que aqui. É que ultimamente eu só tenho tido vontade de falar besteiras (atendem também pelo nome de “divagações abstratas”).

Eu sei, eu sei. Quem foge da política toma ferro dos políticos. Entretanto, como quem não foge da política também toma o referido ferro, então preferi me agarrar à suposta (“assim é se lhe parece”, ou não) fuga, que ao menos é um sentimento mais legítimo para mim no momento. Não devemos ver a fuga como algo tão negativo. Afinal, as fugas de Bach são tão bonitas…

~ by Evandro Ferreira on February 20, 2004.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: