106900995163887015

Sue e Claudio. Seus comentários do post aí embaixo me fizeram lembrar de uma das melhores frases que ouvi em “Matrix” (foi pronunciada por aquele personagem que trai os outros): “Ignorance is bliss”!

Infelizmente, como não podemos ser re-inseridos na Matrix, ou seja, uma vez que a superação da ignorância é um caminho sem volta (ao menos quase sempre!), só nos resta buscar nosso papel verdadeiro nesse mundo, que repousa na única liberdade real: a liberdade de espírito.

Estou lendo as Cartas, de Jacob Burckhardt, e gostaria de recomendar fortemente a leitura. É um livro muito bonito, repleto de relatos belíssimos de um homem extremamente sensível, imensa fonte de inspiração e conforto em tempos de imbecilização total da humanidade. De suas viagens pela Europa, após observar os grandes tesouros artísticos do Ocidente, saiu-se com a seguinte confissão: “quando vejo o presente repousando claramente no passado, sou tomado por um estremecimento de profundo respeito”.

Esse profundo respeito pelo passado, que só pode vir de um verdadeiro conhecimento dele, é a base mais sólida que um homem pode ter nesse mundo. Quem, por entendê-lo, sente-se parte desse passado, é capaz de transpor os maiores obstáculos, entre os quais está a ignorância altiva do homem-massa, seja ele politizado ou não.

~ by Evandro Ferreira on November 16, 2003.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: