106700202505460530

“(…) pensar é, queira-se ou não, exagerar. Quem prefere não exagerar tem que se calar; mais ainda: tem que paralisar seu intelecto e encontrar um modo de se imbecilizar.”

Esse trecho de “A Rebeliãõ das Massas”, de Ortega y Gasset, me faz pensar em teses acadêmicas, textos de xerox de faculdade e mais outras dezenas daqueles textos em que o autor faz mil ressalvas, rodeios e malabarismos de comedimento, para supostamente respeitar uma tal “pluralidade de opiniões”, ente abstrato que eu, sinceramente, nunca vi passar aqui pelo Brasil.

Sabe o que eu quero que aconteça com o comedimento argumentativo? com as ressalvas do tipo “sem querer fazer juízo de valor, mas…”? e com as paradas para lembrar que “há controvérsias quanto a esse ponto”? Quero que tudo isso se f***!

[já estou ouvindo cães ferozes e verborrágicos dizendo: “ai, mas que pessoa mais odienta”; ou “é preciso que se crie uma cultura de paz nesse país, acabar com toda essa violência”]

~ by Evandro Ferreira on October 24, 2003.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: