80738380

Eu só vou contar uma experiência pessoal interessante:

Eu tenho um colega de profissão que também dá aulas de “filosofia” em uma escola pública. Nós temos um grupo musical, do qual três membros são negros ou quase e dois são brancos. O problema é o seguinte: esse meu colega (ele é negro) vê preconceito em tudo; então se estamos ensaiando e alguém reclama que ele não está tocando sua parte direito, ele faz questão de insinuar que é preconceito, e aos poucos a gente acaba deixando ele tocar da maneira que ele quiser (vale lembrar que dos cinco ele é de longe o mais inexperiente).
O mais curioso é que se tirarmos o cara do grupo, é capaz de sermos chamados de fascistas ou coisa pior. Eu não tenho nada contra o cara, é uma boa pessoa, mas essa neurose dele vai me fazer desmanchar o grupo, infelizmente.

~ by Evandro Ferreira on August 26, 2002.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: