80007948

Hoje entrou no ar o site Mídia sem Máscara. A maioria das pessoas nem sabe o que ele é, ou melhor, em que gênero jornalístico ou “literário” ele se encaixa. Hoje falei sobre “media watch” com minha professora de italiano e ela nem conseguiu entender minha explicação, de tão longe que a coisa está de seu imaginário. O “Observatório da Imprensa”, arremedo mal feito de media watch, é o mais próximo que o Brasil já havia chegado de qualquer tipo de crítica à imprensa.

Aliás, media watch no EUA é um gênero de jornalismo. Aqui no Brasil, duvido que por acaso, temos oObservatório da Imprensa, nome próprio obviamente criado com o intuito de intimidar qualquer tentativa de concorrência. Se falarmos que qualquer outra publicação é um observatório de imprensa (tradução “literal” do inglês media watch), automaticamente o sujeito dirá: “ah, então é aquele da TV Cultura…”. Entretanto, embora os brasileiros nem imaginem, existem muitos observatórios da imprensa nos EUA. E nehum dos que eu conheço é tão enfadonho (para não dizer esquerdista, politicamente correto e tendencioso) quanto o nosso (ex, agora) monopolizador Observatório da Imprensa.

Bem, agora temos um jornal que analisa as matérias de outros jornais e diz a verdade sobre elas. Além disso, divulga notícias sobre aquilo que a maioria dos jornalistas brasileiros não quer que o povo saiba. Por exemplo, que o regime comunista chinês mata milhares de pessoas por ano e representa uma enorme ameaça para o mundo. Temos que agradecer aos editores dessa maravilhosa publicação pela sua coragem de nadar contra a corrente e inaugurar uma nova época no jornalismo brasileiro, hoje totalmente vendido às ideologias esquerdistas e neo-esquerdistas, à banalização da informação e da crítica cultural, enfim, ao “dumbing down”, ou emburrecimento cíclico do leitor, que fica mais burro por que lê coisas fáceis e exige coisas fáceis porque ficou mais burro de tanto ler coisas fáceis. Não interessa saber onde começou tudo isso? E como ficam os leitores que não querem ler as idiotices acadêmicas do Mais!, do Jornal de Resenhas e da Cult? E se eu quiser ler críticas literárias do nível das de um Carpeaux ou de um Drummond? Procuro-as na Internet. Mas houve um tempo em que elas eram impressas. E esse tempo pode voltar, se o jornalismo retardado e ideológico for combatido pelos media watches, como já está acontecendo nos EUA. Por isso, qualquer um que tenha um pouco de amor pelo Brasil tem a obrigação de ler o Mídia sem Máscara.

~ by Evandro Ferreira on August 8, 2002.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: