79961124

Quando fui à livraria comprar a biografia do Bukowski, a vendedora cult formada em letras me sugeriu a do Timothy Leary também. Achei engraçado e triste ao mesmo tempo. Sempre me entristeço com as pessoas que pensam por meio de clichês. A mensagem é: já que você gosta de caras doidões, leve o livro desse outro cara doidão também. Afinal, não é por isso que as pessoas compram livros hoje em dia? Para seguir o exemplo de quem está no livro… Seria difícil explicar a uma pessoa “letrada” dessas que eu posso admirar alguém por algumas de suas virtudes e desprezar outras. Ou seja, admiro o Bukowski por sua autenticidade, por não inventar nenhuma filosofia para justificar suas fraquezas e seu vício alcoólico. Ele apenas viu que o sonho americano era uma fantasia hipócrita e cruel, mas não foi capaz de encontrar um outro sentido para sua vida e mergulhou de ponta na parte mais obscura dela. Talvez tenha até sido feliz, à sua maneira. Alguns de seus textos parecem querer nos convencer disso, embora outros nem tanto.

Mas não se pode negar que ele não aderiu à hipocrisia. E só essa virtude já justifica a leitura de tudo que ele escreveu. Ele era apenas um bêbado safado e sabia disso. E não inventou nenhuma teoriazinha acadêmica para converter milhares de imbecis, como fazem tantos indivíduos perturbados hoje em dia. Não sei se foi esse o caso de Leary, mas tenho uns bons exemplos de gente que devia estar no hospital de doidos, mas está em uma universidade. Conheço muita gente que não consegue se achar nesse mundo e que por isso acha muito conveniente sair por aí dizendo que ninguém consegue mesmo se achar e que isso é normal e louvável, viva o caos, viva a fragmentação da identidade etc etc. Sempre que eu me deparo com um professorzinho universitário alternativinho e semiótico eu me lembro do exemplo de Bukowski: “não tenho nada contra as pessoas, é só que me sinto melhor quando estou longe delas”. Hoje em dia, quase todo mundo tem algo contra as pessoas e então abraça alguma causa para mudar o mundo.

~ by Evandro Ferreira on August 7, 2002.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: